Casos mais comuns

Seus olhos e a sua visão são insubstituíveis. Eles sempre merecem o melhor cuidado. Enquanto o olho se reserva da simples função de receber a luz, a visão é um processo mais complexo sendo o mais valioso dos nossos sentidos. O formato do olho proporciona um esboço perfeito para o foco, seleção, absorção e regulagem da intensidade dos raios de luz e consequente captura de imagens, cuja intepretação acontece no cérebro.

Todavia existem alguns males que afetam este órgão ou o processo visual de alguma forma. Negligenciar problemas de visão ou dos olhos pode acarretar em uma desnecessária redução ou mesmo perda da visão. Em virtude disto, muitos especialistas médicos confiam no exame do olho para diagnóstico ou monitoração de várias doenças.

Cuidados com a Visão

Doenças mais comuns

Em caso de dúvida, consulte seu oftalmologista.

Cuidados com a visão

A criança vai desenvolvendo a visão desde o seu nascimento até alcançar uma visão completa aos 05 anos de idade.Desde o período antes do nascimento, a visão deve ser tratada com importância, o pré-natal adequado é essencial para esse primeiro passo na vida de cada um, pois, existem problemas como rubéola e toxoplasmose que afetam as mães e os bebês, acarretando desde problemas neurológicos até mesmo a cegueira.
Logo nos primeiros meses de vida, a atenção à visão também deve ser tratada em caráter especial. A conjuntivite é um problema recorrente nesta fase da vida: vermelhidão, irritações ou lacrimejamento devem ser tratados por um especialista o mais rápido.As crianças, inúmeras vezes, não percebem ou identificam problemas na visão, para tanto, os pais, educadores e todos envolvidos no cuidado devem estar atentos a queixas de dores de cabeça ou mal estar após algum esforço visual ou mesmo o desinteresse por leitura. Franzir a testa para enxergar objetos distantes ou se aproximar muito de cadernos ou livros para ler também são indícios da necessidade de procurar um oftalmologista para avaliação da visão da criança. Tratar com naturalidade os problemas visuais do bebê e da criança é uma questão de extrema importância para que a criança se sinta segura e tranquila com consequente aceitação do tratamento seja ele dependente do uso de óculos ou não.

Anatomia do olho

O olho humano é um órgão da visão, no qual uma imagem do mundo externo é produzida, transformada e conduzida ao cérebro para interpretação.
Os raios luminosos penetram no olho pela pupila, convergem-se se encontrando na retina, proporcionando assim visão nítida, o que ocorre com os olhos de visão normal, conhecida como "emétropes".
O globo ocular é o responsável pela captação da luz refletida pelos objetos à nossa volta. Essa luz atinge em primeiro lugar nossa córnea, que é um tecido transparente que cobre nossa íris como o vidro de um relógio. Em seu caminho, a luz agora passa através do humor aquoso, penetrando no globo ocular pela pupila, atingindo imediatamente o cristalino que funciona como uma lente de focalização, convergindo então os raios luminosos para um ponto focal sobre a retina. Na retina, mais de cem milhões de células fotossensíveis transformam a luz em impulsos eletroquímicos, que são enviados ao cérebro pelo nervo óptico. No cérebro, mais precisamente no córtex visual ocorre o processamento das imagens recebidas pelo olho direito e esquerdo completando então nossa sensação visual.
Uma curiosidade: as imagens, que se projetam dentro do olho, são invertidas, ou seja, de cabeça para baixo. Isto é o que ocorre com todo sistema óptico, quando é disposto além da sua distância focal. O cérebro faz a inversão da imagem, colocando-a na posição correta e nos dá a sensação que estão na posição normal. O propósito do olho humano, no processo da visão, é formar uma imagem, no fundo do olho, que é conhecida genericamente como "retina". Podemos considerar que o olho é um instrumento óptico, por tal performance. A necessidade de lentes de óculos, em frente do olho, é determinado pela inexatidão com que esta imagem é formada na retina. Nos casos em que a imagem, ou o encontro focal, provoca uma imagem borrada ou desfocada. Esta imagem é corrigida com lentes oftálmicas com poderes dióptricos, que compensam as deficiências visuais, desde que necessárias para fazer a compensação e obtenção de boa visão.

Partes do Olho